quarta-feira, 18 de maio de 2011

O MEU dia das mães


Tava tudo certo e combinado para o almoço de domingo.

A noite de sábado terminou com um joguinho de buraco e eu falando que não estava mais aguentando estar grávida, a barriga tava pesada demais.

Há um tempinho já vinha pensando e questionando sobre rompimento de bolsa... mas não achei que aconteceria comigo. Na minha cabeça Lucas chegaria lá pelo dia 18, com hora marcada, já que as últimas consultas e o ultrassom indicavam a impossibilidade de um parto normal.

Tinha deixado muitas providências para a última semana, depilação, unha, pintar meu cabelo, arrumar as lembrancinhas de maternidade e o mais importante, me mudar. Com uma semaninha a mais dava tempo certinho de deixar o ap no ponto para a nossa chegada e para a chegada do nosso baby.

Mas, mais uma vez as coisas acontecem de uma maneira que parecem ser para gritar no meu ouvido que eu não tenho o controle de tudo e as coisas acontecem diferente do nosso planejamento.

E assim foi... Madrugada de domingo, aproximadamente 4:30, levantei para ir ao banheiro, coisa comum durante toda minha gravidez, e voltei pra cama. Enquanto eu esperava sonolenta para pegar no sono de novo senti uma coisa quente inundando minha cama. Por um momento rezei para estar sonhando, estava com medo...

Mas não era sonho, levantei da cama, acordei meus pais, o Ric e já tinha uma poça enorme no chão. Chorava e tremia, tremia muuuuito mesmo. Muita coisa passou na minha cabeça naquela hora, mix de sentimentos, tava com medo, preocupada que não tava tudo pronto, ansiosa e feliz porque sabia que tinha, finalmente, chegado a hora de conhecer o meu anjinho.

Ric ligou pra minha médica, que só atendeu na terceira vez... Ela falou "fique tranquila e a gente se encontra às 8hs no hospital".

E foi isso que fiz... consegui ficar tranquila... tomei um banho e enquanto minha mãe e minha irmã arrumavam minha mala do hospital eu e Ric ficamos viajando e, posso até dizer, curtindo aquele momento.

No horário marcado estávamos, eu, Ric e minha mãe no hospital... e o líquido continuava saindo sem parar (desagradável essa parte).

E aí chegou a hora... e o nervosismo voltou com força total. Foi tudo muito rápido e tranquilo. Não entrei em trabalho de parto então fizemos cesárea, e às 9:43 do dia 8/5/2011, dia das mães, meu amorzinho Lucas chegou.

Falo com o Ric que ele é muito fofo, porque mesmo na minha barriga pensou em várias coisas pra fazer pra me deixar feliz.

No ultrassom ele era carequinha e ele nasceu cabeludinho do jeito que eu falava que queria. Ele nasceu com covinhas!!! Sempre falava que queria muito que meu filhinho tivesse as covinhas do pai. E por fim, quis me dar ele de presente nesse dia das mães. Esse meu filho é mesmo o máximo!!! Pensou em tudo!!!

E é por isso que depois disso tudo eu tenho certeza que esse dia das mães foi meu!

7 comentários:

  1. Vim correndo ver seu post...estava curiosa pra saber como tudo tinha acontecido. E Graças a Deus foi tudo perfeito, e melhor, no dia que o pequerrucho escolheu, VIVAAA (na vdd torço sempre pelos bebês rsrs). Que Deus abençoe grandeosamente esta nova vida e os encha de sabedoria para a longa jornada da criação. bjks Flávia Pan

    ResponderExcluir
  2. Oi...meu blog está nascendo e eu estou à procura de novas amizades para adividir meus momentos e idéias...Se quiser embarcar nessa ..comece a me seguir..eu já estou te seguindo..

    http://cairesss.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Que lindo!!!!!!!! Parabéns Mari...
    Que Deus abençoe esta família linda!
    Bjos
    Chris Garcia

    ResponderExcluir
  4. Lindo post Mari...me emocionei.
    Seu bebê é arealmente lindo. "Benzadeus"
    Parabéns, muita saúde
    beijão

    ResponderExcluir
  5. que lindooooo parabens mamãe!!!
    que Deus abençoe vcssss!
    beijosssssss

    ResponderExcluir
  6. oi. tudo blz? estive por aqui. muito legal. parabéns! aproveite o maximo. apareça por lá quando der. abraços.

    ResponderExcluir